A igreja cristã raramente sabe como interagir com o solitário

Outro dia uma amiga me disse que, mesmo não sendo viúva, era órfã e que apesar de tudo que se diz na Bíblia como mandamento para cuidarmos dos mais vulneráveis na sociedade, a igreja cristã raramente sabe como interagir com o solitário nos bancos do culto.

Esse assunto tem me perturbado sobremaneira!

É fácil frequentar a igreja quando saímos do culto e nos dirigimos sorridentes e de mãos dadas do Ministério Infantil (onde deixamos nossos filhos) para a EBD de Casais. Mas e quem está sozinho, estaremos convidando-os a se sentirem parte e a congregar?

Para pensar e para começarmos a agir!

📖 Virei até vocês para juízo. Terei pressa em testemunhar contra os feiticeiros, contra os adúlteros, contra os que juram falsamente, contra os que oprimem os trabalhadores, as viúvas e os órfãos, torcem o direito dos estrangeiros, e não me temem, diz o Senhor dos Exércitos.”

Malaquias 3:5 NAA

A igreja na qual congregamos tem um projeto centenário chamado MCM – Mulher Cristã em Missão, que congrega mulheres em quatro grupos distintos: Jovem, Singular, Mãe e Plena.

O MCM faz parte da UFMBB – União Feminina Missionária Batista do Brasil como “uma organização missionária para mulheres a partir de 17 anos” e tem como objetivos:

  • Envolver as mulheres no cumprimento da Grande Comissão.
  • Oferecer subsídios à mulher para aperfeiçoar-se física, espiritual, social e emocionalmente.
  • Capacitar a mulher para fortalecer a vida espiritual do seu lar.
  • Apoiar o educador cristão e/ou pastor na implantação e fortalecimento das organizações Embaixadores do Reino e Mensageiras do Rei, projetos de preparação missionária para meninos e meninas de 9 a 16 anos.

Para alcançar tais objetivos, Mulher Cristã em Missão oferece um conteúdo curricular que permite alcançar a mulher em sua integralidade. A ideia dos quatro grupos (Jovem, Singular, Mãe e Plena) é permitir que as mulheres se reúnam em grupos cujos interesses sejam comuns.

Pelo que entendi, uma mulher solteira acima dos 35 anos (caso da amiga que citei), passaria do grupo Jovem para Plena.

E, seguindo a orientação dada por Paulo na carta a Timóteo, a igreja deve cuidar dessa mulher que ficou sozinha, mas sem aleijá-la e sobretudo sem tirar dela o desejo e o direito de encontrar a felicidade de ter sua própria família, se for o desejo de seu coração.

“Coloque na lista das viúvas somente a que tiver mais de sessenta anos e que tiver casado uma vez só. Ela deve ser conhecida como uma mulher que sempre praticou boas ações, criou bem os filhos, hospedou pessoas na sua casa, prestou serviços humildes aos que pertencem ao povo de Deus, ajudou os necessitados, enfim, fez todo tipo de coisas boas. Mas não ponha na lista as viúvas mais jovens; porque, quando os seus desejos fazem com que queiram casar de novo, elas abandonam a Cristo. E assim elas se tornam culpadas de quebrar a primeira promessa que fizeram a ele. Além disso, elas se acostumam a não fazer nada e a andar de casa em casa; e, pior ainda, aprendem a ser mexeriqueiras, metendo-se em tudo e falando coisas que não devem. Por isso, eu quero que as viúvas mais novas casem, tenham filhos e cuidem da sua casa, para que os nossos inimigos não tenham motivos para falar mal de nós. Pois algumas viúvas já se desviaram e seguiram Satanás. Se alguma mulher cristã tem viúvas na sua família, ela deve ajudá-las. Que ela não ponha essa carga sobre a igreja, para que a igreja possa cuidar das viúvas que não tenham ninguém que as ajude!”

‭‭1Timóteo‬ ‭5:9-16‬ ‭NTLH‬‬

Não sou teóloga, nem exerço cargos na minha igreja. Mas sou mulher e mãe. E sou amiga de muitas mulheres cristãs, a maioria da minha faixa etária (entre 40 e 50 anos) e minha humilde opinião é a de que, além de cuidar das viúvas e dos órfãos, a Igreja deve orar com fé e propósito e trabalhar para que todos tenham a felicidade de ter sua própria família.

Quer se inspirar e renovar a fé na imensa Graça do Senhor nas nossas vidas, no que Deus pode fazer quando não desistimos?

Veja esse relato:

E sobre incentivar (e ajudar) quem ainda é jovem a casar, recomendo essa aula da pastora Tânia Tereza, da Eifol:


E essa é especial, relembra que um marido não nos faz mais filhas de Deus:

https://youtu.be/iOXjjscCdtA

🙏🏼 Um dos nossos objetivos no Bíblia na Família é fazer um convite para ir além dos versículos e conhecer a Palavra para orar e louvar a Deus.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s