Jesus is King

O que pode acontecer com sua carreira se você decidir ser “100% cristão” e se posicionar claramente sobre estar “a serviço do Reino”?

Muita gente teme essa situação e é cristão aos domingos, deixando os dias de semana para viver a vida discretamente, sem se posicionar contra o mundo e sem arriscar o que já conquistou.

No final de setembro contamos no Instagram que os fãs aguardavam ansiosamente o lançamento oficial do álbum pioneiro de Kanye West, “Jesus is King”, depois que a estrela do hip-hop anunciou que deixará a música secular e passará a se dedicar exclusivamente à música gospel.

Andrew Barber, dono do blog de música hip-hop de Chicago, ‘Fake Shore Drive’, deu a notícia depois de assistir à segunda audição do álbum de West, junto ao músico.

De acordo com um relatório do Hits Daily Double, um grupo de executivos da Def Jam Recordings viajou recentemente para a casa de Kanye – que é a maior estrela do selo – em Wyoming, e eles podem ter manifestado preocupação com o novo álbum do rapper, por estar cheio de músicas com temas cristãos.

Tudo começou no início deste ano, quando Kanye West começou a realizar cultos dominicais apenas para convidados, declarando que agora ele é um “cristão nascido de novo”. Pouco antes de lançar o álbum, ele apareceu em um vídeo no Twitter, dividindo o palco com Chance the Rapper no United Center de Chicago, declarando “Jesus Cristo é rei”, enquanto os dois apontaram para o céu.

Opa, mas e o álbum?

“Jesus Is King” foi lançado em 25 de outubro de 2019 e rapidamente se tornou um tópico de tendência global no Twitter.

Apesar das reações mistas dos fãs ao álbum, muitos estavam curiosos para ouvir o produto final, depois de ter sido adiado cinco vezes ao longo de um ano.

Fez sucesso? Ou foi um ponto negativo na carreira?

Somente em sua primeira semana de lançamento, o álbum já havia vendido 264.000 unidades nos EUA, sendo que apenas 109.000 foram provenientes de vendas de álbuns físicos ou digitais.

O último álbum de Kanye West, “Jesus Is King” (“Jesus é Rei”), estreou em primeiro lugar na parada da ‘Billboard 200’, tornando-o o nono álbum consecutivo no topo do ranking do rapper.

Conforme relatado pela Billboard, o tão aguardado trabalho de West destronou o álbum “Hollywood’s Bleeding”, de Post Malone, na semana que terminou em 9 de novembro de 2019.

O mais novo prêmio agora coloca o rapper de 42 anos em pé de igualdade com Eminem, que detém o recorde de maior número de estreias consecutivas em primeiro lugar na história do mercado fonográfico.

Um filme de “Jesus is King” também foi lançado em cinemas selecionados em todo o mundo, juntamente com o álbum. Você pode assistir ao trailer no vídeo acima.

“Jesus Is King” está agora disponível através do Spotify, Apple Music e Deezer. Além, claro, do canal oficial do artista no YouTube.

(Com informações do Guiame)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s