Cristo e sua noiva no Cântico dos Cânticos

“Quem é esta que aparece como a alva do dia, formosa como a lua, brilhante como o sol, imponente como um exército com bandeiras?” (Cânticos 6:10)

O reverendo Hernandes Dias Lopes trata dessa passagem, explicando as duas formas de interpretar Cantares:

Quem não conhece a Bíblia ou somente lê trechos soltos, avulsos, costuma pensar que Cantares de Salomão ou Cântico dos Cânticos é o “livro erótico” escondido!

Ledo engano!

Quarto livro da terceira seção (Ketuvim) da Bíblia hebraica e um dos livros poéticos e sapienciais do Antigo Testamento da Bíblia cristã, é um dos cinco Megillot (“cinco rolos”) e é lido no sabá durante a Páscoa judaica, marcando o começo da colheita dos cereais e comemorando o Êxodo do Egito.

No contexto das escrituras cristãs, Cântico dos Cânticos é único por celebrar o amor sexual porque dá “voz para dois amantes que se elogiam e se desejam com convites para o prazer mútuo”.

Os dois se desejam e estão felizes em sua intimidade sexual. As “filhas de Jerusalém” formam um coro para os amantes, funcionando como uma audiência cuja participação nos encontros eróticos dos amantes facilita a participação do leitor.

A tradição judaica o interpreta como uma alegoria da relação entre Javé e Israel, enquanto a tradição cristã, além de apreciar o sentido literal, de uma canção romântica entre um homem e uma mulher, interpretou também o poema como uma alegoria de Cristo e sua “noiva”, a Igreja Cristã.

Vale ressaltar que, ao contrário da visão que se propagou na Idade Média entre os católicos romanos, o casamento monogâmico feliz e realizado no leito conjugal é muito valorizado pelos cristãos reformados, os que seguem a doutrina das igrejas nascidas da Reforma Protestante.

Mas os cristãos reformados que efetivamente estudam as Escrituras entendem as palavras com um olhar profético, focando em Cristo e sua noiva, a Igreja.

O primeiro versículo que diz “Beije-me ele com os beijos de sua boca” é um dos que recebe especial tratamento e atenção da missionária Edméia Williams nesta aula em que explica também parte da cultura do Oriente Médio que envolve o texto:

📖 Bíblia na Família: um convite para ir além dos versículos e viver a Palavra.

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s