A lepra espiritual – a que nos afasta de todos e de Deus

Nesta semana vi uma pregação sobre essa passagem que tratava da “lepra espiritual”, relembrando que na Bíblia a lepra não era “mais uma doença”, ela exigia tratamento diferente. Por exemplo, em Levítico fica claro que o leproso deveria se afastar do arraial e ser tratado em solidão pelo sacerdote até que esse lhe confirmasse a cura. E Jesus, ao enviar os discípulos para pregarem (Mateus 10) faz diferença da doença que o pastor que ouvi tratava como resultado do isolamento do orgulho.

Foi muito interessante, trouxe inúmeras reflexões sobre família e casamento, sobre os que veem nossas feridas depois que tiramos a capa de “chefe do exército”, a imagem que o mundo exterior tem e que não há como sustentar na intimidade, na nudez, no secreto.

2 Reis: 5. 1.

Ora, Naamã, chefe do exército do rei da Síria, era um grande homem diante do seu senhor, e de muito respeito, porque por ele o Senhor dera livramento aos sírios; era homem valente, porém leproso.

9. Veio, pois, Naamã com os seus cavalos, e com o seu carro, e parou à porta da casa de Eliseu.

10. Então este lhe mandou um mensageiro, a dizer-lhe: Vai, lava-te sete vezes no Jordão, e a tua carne tornará a ti, e ficarás purificado.

11. Naamã, porém, indignado, retirou-se, dizendo: Eis que pensava eu: Certamente ele sairá a ter comigo, pôr-se-á em pé, invocará o nome do Senhor seu Deus, passará a sua mão sobre o lugar, e curará o leproso.

12. Não são, porventura, Abana e Farpar, rios de Damasco, melhores do que todas as águas de Israel? não poderia eu lavar-me neles, e ficar purificado? Assim se voltou e se retirou com indignação.

13. Os seus servos, porém, chegaram-se a ele e lhe falaram, dizendo: Meu pai, se o profeta te houvesse indicado alguma coisa difícil, porventura não a terias cumprido? Quanto mais, dizendo-te ele: Lava-te, e ficarás purificado.

14. Desceu ele, pois, e mergulhou-se no Jordão sete vezes, conforme a palavra do homem de Deus; e a sua carne tornou-se como a carne dum menino, e ficou purificado.

Reflexão:

Assim como Deus foi com Naamã e dele exigiu submissão e obediência para o alinhar em Seus propósitos e continuar fazendo dele benção através de Eliseu, conosco não é diferente.

Ouçamos Deus atentamente e incondicionalmente obedeçamos o que nos mandar fazer.

Assim certamente alcançaremos o favor do Senhor e não o nosso desejo simplesmente.

📖 Bíblia na Família: um convite para ir além dos versículos e viver a Palavra.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s