Deus Tem Bons Planos

Leitura do dia

Estamos vivendo em um tempo sem precedentes, navegando nas ameaças da vida e agitações da economia por causa da pandemia de COVID-19. No passado, vimos doenças catastróficas, desastres, e guerras impactarem diversos países, mas isto é diferente. Neste tempo, o mundo todo tem algo em comum: estamos tentando sobreviver a um vírus mortal.

Então, como seguidores de Jesus, como encontramos sentido nisto? O que fazemos com as perguntas que temos para Deus e nossas perguntas acerca de Deus? Como encontrarmos boas notícias em uma corrente contínua de más notícias? E como podemos entender como essa situação se encaixa na passagem familiar de Jeremias 29:11?

Só eu conheço os planos que tenho para vocês: prosperidade e não desgraça e um futuro cheio de esperança. (NTLH)

Este verso nos dá esperança e é nosso cobertor de segurança espiritual em tempos difíceis. Está impresso em camisetas, gravado em canecas de café e estampado em cartões de felicitações. Deus é um doador de esperança, mas precisamos entender o contexto deste estimado verso.

Jeremias profetizou aos israelitas no reino do sul de Judá antes que eles fossem levados cativos em 586 a.C pelo Rei Nabucodonosor da Babilônia. Em Jeremias 27, ele profetizou que eles serviriam a este rei, seu filho, e seu neto, e que tudo estaria sob o controle desses homens (Jeremias 27:6-7).

No próximo capítulo, um falso profeta chamado Ananias falou ao povo que Deus os libertaria e que iria restaurar todas as coisas em dois anos. Jeremias desafiou Ananias por causa de suas mentiras. Ele também disse que Ananias morreria em dois meses, e ele morreu.

No capítulo 29, Jeremias encoraja o povo a viver suas vidas enquanto ainda estava no exílio — trabalhar, casar, plantar, comer e multiplicar! Ele diz que eles permaneceriam na Babilônia por 70 anos, e depois eles seriam trazidos de volta para casa novamente.

Os planos de esperança e um futuro para Seu povo escolhido provavelmente não combinava com a ideia que eles mesmos tinham. Eles queriam ir para casa, porém Deus disse que demoraria em 70 anos. Eles queriam ter seu próprio rei, mas Deus disse que eles deveriam servir ao rei da Babilônia. Eles queriam florescer em sua terra natal, mas Deus disse que isso aconteceria sob um governo que os havia levado cativos. Possivelmente, a parte mais difícil era que a geração mais velha jamais voltaria para casa. Eles morreriam em uma terra estranha, servindo a um rei estrangeiro.

Não podemos insistir em nossa ideia de um futuro brilhante e esperançoso. Nós temos
a tendência de sermos míopes e terrenos. Mas os caminhos de Deus são muito mais altos que nossas mentes conseguem imaginar. Seu plano é melhor! E isso incluirá estar para sempre com Ele no céu, não somente uma curta porção de nossas vidas na terra.

Se nossa esperança está entrelaçada de dúvida, medo e ansiedade, nós podemos mudar isso hoje. Podemos eliminar nossa atitude de“espero que sim” e substituí-la com a mentalidade do “saber com certeza”. Nossa esperança jamais deveria estar amarrada a conveniências e prazeres que o mundo oferece ou ao alívio de uma situação. Ao invés disso, nós firmamos nossas mentes nas promessas e verdades da Palavra de Deus e fixamos nossos olhos naquele dia em que nosso brilhante, glorioso e eterno futuro se tornará realidade. Ao invés de desejar fugir dos nossos dias nos dilemas em que estamos, tenhamos confiança que Deus depositará esperança em nós, independentemente do que estamos sofrendo.

(Boas Novas: Encorajamento Para um Mundo em Crise)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s