Missão Batista na Amazônia

No culto de oração da PIB do Brás de quarta-feira, 29/09/2021, pudemos conhecer o cenário do projeto Amazônia da JMN, com o missionário Feijão que faz parte do Projeto Missionário Trombetas. A Amazônia possui 775 municípios com uma população em torno de 24 milhões de pessoas (IBGE, 2010) e cerca de 35 mil comunidades ribeirinhas que constituem a área de atuação do Projeto Amazônia.


Nessa região, Missões Nacionais tem se empenhado na evangelização por meio do barco O Missionário – que conduz caravanas de igrejas pelas comunidades -, dos Radicais Amazônia, líderes treinados e capacitados no Centro de Formação Missionária da Amazônia e, também, por meio do Programa Novo Sorriso da Amazônia, que tem como objetivo erradicar a cárie nas comunidades com missionários presentes.

Em 2019, antes da pandemia, a JMN tinha 81 missionários efetivos, em formação e Radicais, 64 projetos de plantação de igrejas e, para a glória de Deus, foram realizados 104 batismos entre os ribeirinhos em 2019.

Multiplicar discípulos é a razão de existir de Missões Nacionais, que desde 1907, tem Jesus como exemplo. Atenta às necessidades da população brasileira e ligada à Convenção Batista Brasileira, a agência missionária mantém mais de 400 projetos com 773 missionários que realizam ações evangelísticas e humanitárias, plantam igrejas e transformam vidas.

P.S. Vale lembrar que nesta semana o Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, reiterou a proibição de ingresso em território demarcado para indígenas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s